sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Agnaldo Timóteo é esculachado no velório de Wando

 Divulgação


Além da dor pela perda do ídolo Wando, que morreu na manhã de quarta-feira, aos 66 anos, vítima de parada cardíaca, o velório do cantor, ontem, em Belo Horizonte (MG), foi marcado por uma tremenda saia-justa. O cantor Agnaldo Timóteo faria um discurso ao microfone, mas foi impedido por uma das filhas de Wando, Gabrielle Burcci, que, aos berros, o acusou de ter difamado seu pai.
O incidente aconteceu quando o padre Jeferson Moreira Lima convidou Agnaldo para dizer algumas palavras sobre Wando, e ele foi interrompido por Gabrielle. "Tirem esse homem daqui! Ele falou mal do meu pai", esbravejou ela. O motivo da irritação foi uma entrevista que Timóteo concedeu à apresentadora Sônia Abrãao, da RedeTV!, quando disse que Wando fumava em excesso e adorava um uísque. A família de Wando disse que ele não bebia e não era fumante há anos.
"Eu só iria agradecer a imprensa por tratar o Wando como o ídolo que ele era. Todos foram muito carinhosos e respeitosos com ele", argumentou Timóteo.

As universitárias Mariana Ferreira Trindade, 21, e Luana de Aquino Barbosa, 19, aprovaram a fantasia. "Conheci o Wando através da minha avó. Estou até pensando em levar um arco desses para ela", disse Mariana.

Museu das Calcinhas
Um antigo sonho de Wando vai se tornar realidade: a criação do Museu das Calcinhas com sua coleção de mais de 17 mil peças. "Já tinha conversado com meu pai sobre o projeto, mas ele ainda não havia definido como seria feito, se haveria um espaço físico ou se seria um museu virtual", contou Gabrielle Burcci.

Nenhum comentário:

Postar um comentário